Artigos e Informaçoes sobre Trombose Venosa

Produzido por DM Arts
Conteúdo e Divulgaçao: querootimizar

Diagnóstico Clínico Laboratorial


Sinais e Sintomas

Evitar a peregrinação por diversos especialistas até um diagnóstico correto é o sonho de qualquer paciente. Significa também reduzir o tempo entre o aparecimento da doença e o tratamento, que por sua vez será eficaz e seguro.
    
    
Prestar atenção nas alterações que o corpo está apresentando é um passo importante nesta etapa do diagnóstico.
O médico depende muito das informações transmitidas pelo paciente durante a consulta, para dirigir seu raciocínio na direção correta.


Se não for vascular, será ortopédico ou neurológico. Daí a necessidade de se identificar total e corretamente os sinais e sintomas.


Estas informações são chamadas:


a) Sinais: todas as alterações que podem ser identificadas no exame físico;
b) Sintomas: todas as alterações relacionadas aos sentidos do paciente.


Nas doenças venosas, os sinais e sintomas permitem a identificação precisa das alterações funcionais.     
Porém, quando o paciente não transmite as informações de maneira completa, existe a possibilidade de sobreposição de diagnósticos de outras especialidade
É simples: considerando que nossos membros inferiores são constituídos basicamente de pele, tecido subcutâneo (gordura), músculos, tendões, articulações, ossos, nervos e vasos sanguíneos, qualquer problema tem que estar relacionado a uma destas estruturas.


Os principais sinais e sintomas vasculares venosos são:


a)     Sinais: veias dilatadas nas pernas, inchaço, alterações da cor da pele (pigmentação ou cianose), dermatosclerose (endirecimento da pele e do tecido subcutâneo), úlceras (feridas mais comumente encontradas na porção interna dos tornozelos).     


b)     Sintomas: dor, cansaço, peso, prurido


Procure identifica-los corretamente, conforme o local, intensidade, irradiação para outros locais, fatores de melhora e de piora, relação com atividades físicas e com o trabalho, etc.
Se necessário, escreva em um caderno ou diário, especialmente se os sinais e sintomas variarem durante um dia ou na semana.
Estas anotações também evitam esquecer algum detalhe que às vezes pode ser a diferença na identificação do problema.     
Traga estas anotações para as consultas, junto com todas as perguntas e dúvidas que tiver sobre seu problemas
De maneira geral, estas medidas ajudarão muito seu médico e você a tratar sua doença.
 

< Topo >

< Voltar >